sexta-feira, 21 de julho de 2017

Acervo da Teologia

Sinopses de Filmes Cristãos - Parte II


Sinopse: História de amor pouco convencional que explora a jornada de Bill e Kate. Eles tentam desesperadamente encontrar alguma explicação, depois de descobrir que seu único filho cometeu um assassinato em massa dentro de sua universidade e em seguida se matando... 





Um criminoso desesperado consegue escapar por um triz de levar um tiro à queima-roupa. Um mecânico de automóveis entristecido vê-se diante do luto e das dívidas. Um jovem alcoólatra quer muito sair de sua situação miserável. Três homens bastante diferentes buscam encontrar esperança em um local inusitado: A Conferência dos Homens de Pulso organizada por Angus Buchan, o homem que é fazendeiro na vida real e cuja transformação espiritual inspirou o grande filme O FAZENDEIRO E DEUS. A história da própria jornada de Angus mistura-se às histórias de três homens entre milhares de homens que viajaram para ouvir as palavras dele. Caminhos que se cruzam e vidas que jamais serão as mesmas retratadas neste novo e tocante filme baseado em fatos reais.








História bíblica que envolve boas interpretações e contextualiza todo cenário, não só religioso, mas também político da época em que se passa. O ator Omar Sharif (de Uma Amizade Sem Fronteiras) vive Pedro simples pescador que se tornou um dos pilares do cristianismo. A produção conta seu drama ao tentar divulgar o cristianismo por todo Império romano, além de retratar a sua forte amizade com São Paulo. Juntos, os dois homens tornam se santos e ajudaram a mudar a história da humanidade ao divulgarem a religião mais popular de todos os tempos numa época em que Roma já enfrentava a crise…





O longa conta a história do jovem Josh Wheaton, um cristão que tem sua fé confrontada quando entra para a faculdade e passa a ter aulas de filosofia com um professor que não acredita em Deus.
Sem aceitar as afirmações sobre a não existência de Deus vinda do professor, Josh se sente desafiado a mostrar que Deus existe. Surge então uma verdadeira batalha entre aluno e professor, ambos estão dispostos a fazer de tudo para justificarem seus pontos de vistas.
O livro foi escrito com base em argumentações de importantes estudiosos ateístas internacionais como Richard Dawkins e Christopher Hitchens. Ao longo da história esses argumentos céticos são desconstruídos e Rice Broocks mostra a fé intelectualmente.
Nos cinemas a história é interpretada por Shane Harper (Josh Wheaton), Kevin Sorbo (Professor Radisson), Dean Cain (Mark) e outros. O ator David A.R. White (Pastor Dave), além de atuar também assina a produção do longa. O roteiro é de Cary Solomon e Chuck Konzelman e a direção é de Harold Cronk.


Baseado em história real, o filme espanhol dirigido por Juan Antonio Bayona (O Orfanato) mostra o casal Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor) que está aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente.
Separados em dois grupos, a mãe e o filho mais velho vão enfrentar situações desesperadoras para se manterem vivos, enquanto em algum outro lugar, o pai e as duas crianças menores não têm a menor ideia se os outros dois estão vivos. É quando eles começam a viver uma trágica lição de vida, movida pela esperança do reencontro e misturando os mais diversos sentimentos.


O filme Quase Deuses narra a história real de Vivien Thomas (1910-1985), um afro-americano e do Dr. Alfred Blalock (1899 – 1964) de forma marcante. Duas pessoas totalmente diferentes em níveis de classes sociais e cor.

O foco deste filme é a narrativa da Segregação Racial. Nos EUA daquela época, os negros eram discriminados, separados como raça inferior, vivendo numa liberdade escravizada, tratados como escória, marginalizados em tudo, onde não podiam freqüentar ambientes destinados à elite branca, até mesmo dentro das instituições públicas.
Vivien Thomas era um jovem carpinteiro da cidade de Nashville no ano de 1930. Ele é demitido quando chega a Grande Depressão, pois estavam dando preferência para quem tinha uma família para sustentar.

Ele consegue um emprego para ser zelador no Laboratório de Cirurgias Experimentais Vanderbilt. Lá ele começa trabalhar para o Dr. Alfred que logo vê nele mais que um simples homem negro, mas uma pessoa de grande talento e de fácil aprendizagem. Infelizmente a Depressão o atinge duplamente, pois sumiram as economias de 7 anos, que ele guardou com sacrifício para fazer a faculdade de medicina, pois o banco faliu.

Ao lado do grande Dr. Alfred, Vivien tem a chance aprender muitas coisas. Pesquisas e experimentos são realizados pelos dois trazendo grandes resultados.

A história avança e por volta do ano de 1945 o Dr. Alfred Blalock se torna o novo presidente e chefe do departamento de cirurgias do Hospital Universitário John Hopkins. É claro que Vivien vai junto com o Dr. Alfred para o auxiliá-lo nos laboratórios. Logo o Dr. Alfred assume a missão de pesquisar uma solução para uma doença conhecida como o caso do Bebê Azul, manifestada por um problema cardíaco. Muitas pessoas vêem com olhos torcidos a presença de Vivien no laboratório pois alem de ser negro, ele nunca havia estudado medicina.

Muitos na Universidade tentem dissuadir o Dr. Alfred a esquecer o caso, mas ele se mantém firmes nas pesquisas junto a Vivien. Finalmente eles encontram uma possível solução por meio de uma intervenção cirúrgica (fato que não era visto com bons olhos, pois até então se acreditava que o coração não poderia ser operado).

Juntos eles mudaram o rumo da medicina. Juntos eles desenvolveram um grande feito. Mas a critica do filme gira em torno do fato de que apenas o Dr. Alfred ficou com os créditos. Para o resto da sociedade Vivien Thomas não era médico. Ele não era ninguém. Ele era invisível.

Vivien deixa o Laboratório, mas não consegue esquecê-lo. Ele pede para retornar ao Hospital. O Dr. Alfred continua com suas pesquisas e Vivien consegue de certa forma seu reconhecimento. Os anos passam e ele se torna o Diretor de Laboratórios do Hospital.

No epílogo, fica clara a mensagem subentendida do filme, quando o sonho de Vivien se torna realidade, recebendo o título de Doutor Honoris Causa. Também se realiza o “eu tenho um sonho” de Martin Luther King (1929-1968), ativista contra o preconceito e a segregação racial.

O Dr. Vivien Thomas, nunca cursou o curso de medicina, mas ainda sim, com sua determinação ele mudou o rumo das pesquisas em torno no coração e chefiou e ensinou diversos médicos nos processos das cirurgias cardíacas merecendo assim esse reconhecimento.

Só nos Estados Unidos hoje é realizada 1.750.000 cirurgias cardíacas por ano graças ao que esses dois homens fizeram em vida.



Alemanha, Segunda Guerra Mundial. O menino Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos, é filho de um oficial nazista (David Tewlis) que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe (Vera Farmiga) para uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. 


Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel (Jack Scanlon), um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está sempre do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa, cada vez mais, a visitá-lo, tornando essa relação mais perigosa do que eles imaginam.




Após 17 anos na cadeia, Eugene Brown (Cuba Gooding Jr.) tenta recomeçar a vida trabalhando como faxineiro em uma escola pública. O local enfrenta diversos problemas causados por um grupo de alunos problemáticos, que conseguiu até mesmo expulsar uma professora. 


Encarregado de tomar conta deles, Eugene tem uma ideia: criar um clube de xadrez, de forma que possa ensiná-los a pensar antes de agir. Entretanto, a iniciativa não agrada ao chefão do tráfico local, que vê o faturamento cair devido ao sucesso do clube.



O novo professor de Inglês John Keating é introduzido a uma escola preparatória de meninos que é conhecida por suas antigas tradições e alto padrão. Ele usa métodos pouco ortodoxos para atingir seus alunos, que enfrentam enormes pressões de seus pais e da escola. Com a ajuda de Keating, os alunos Neil Perry, Todd Anderson e outros aprendem como não serem tão tímidos, seguir seus sonhos e aproveitar cada dia. 

                                                                                                  <>

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :