terça-feira, 4 de outubro de 2016

Acervo da Teologia

* Carta de John Wesley a um Pastor Preguiçoso John Trembath

CARTA DE JOHN WESLEY A JOHN TREMBATH: A SUPERAÇÃO DOS MAUS HÁBITOS NO MINISTÉRIO





















"O que quer que tenha sido no passado, que todos saibam agora que John Trembath abomina a mentira, que ele nunca promete algo que não cumpre, que sua palavra equivale a um compromisso". - John Wesley.


Em uma extensa carta pastoral escrita a John Trembath, John Wesley se detém a aconselhar o inexperiente ministro de Silberton. Ao que parece, Trembath estava sendo vítima de alguns enganos e perigos espirituais que estavam minando os resultados positivos de seu trabalho junto a comunidade. Penso que esses conselhos são válidos ainda hoje para todos aqueles que buscam a excelência no ministério da pregação da Palavra de Deus. Alguns dos erros de Trembath que podemos inferir pela carta de Wesley, pela sequência dos parágrafos, seriam:


1. Descuido no limite necessário de intimidade para com suas amizades. Pela constatação de Wesley, Trembath estava cedendo intimidade excessiva a um grupo de pessoas frívolas e maledicentes;

2. Descuido na dedicação à pregação. Alguns outros deveres temporais tornavam o ministro desqualificado para o trabalho pastoral , enfraquecendo a eficiência de sua pregação;

3. Falta de seriedade no comportamento e palavras. Trembath estava cedendo ao hábito de perder seu tempo com divertimentos questionáveis e em adotar um comportamento frívolo perante os irmãos, esquecendo-se da dignidade de sua pessoa como ministro;

4. Perda de entusiasmo no ministério. Ao que parece, Trembach estava a perder a alegria no exercício de seu ministério, esquecendo-se de sua experiência de conversão passada e as circunstâncias de seu chamado;

5. Gosto pela exposição pública das fraquezas de seus irmãos e pelo deboche, no exercício da pregação. Desse modo, Trembath angariava um espírito de rejeição do seu ministério por parte da comunidade;

6. Descuido pela verdade e pela palavra empenhada. Talvez Trembach era afeito aos exageros na pregação e também dado a promessas que não alcançavam cumprimento, absorvendo para si a fama de homem que não prezava pela palavra empenhada nem pelo cumprir seus compromissos;

7. Descuido pelo hábito de leitura. Pela longa exposição do último parágrafo da carta, este parece ser o pecado de Trembath que mais incomodava a Wesley, e que estabelecia de modo palpável a diferença entre aquilo que seu amigo era e aquilo que deveria se tornar. Razão pela qual aconselha uma mudança imediata de hábitos de sua parte.

Vale a pena ler essa carta. Onde quer que esses vícios espirituais sejam percebidos, seria também importante atentar para a sabedoria nos conselhos de Wesley, que certamente trarão as orientações necessárias para que as mudanças sejam operadas. [Claudio Soares Sampaio]


***

CARTA DE JOHN WESLEY A JOHN TREMBATH

176._ ao mesmo
CORK, 17 de agosto de 1760.

        
         “Meu caro irmão,

        A conversa que tivemos ontem à tarde deu-me muita satisfação. Quanto a alguns boatos que ouvi, (em relação a dissipar os seus haveres e ser perdulário, beber imoderadamente e comportar-se indevidamente para com os pobres habitantes de Silberton), estou convencido de que são equívocos; o que eu suponho é que conversa muito com pessoas descuidadas e insensíveis. E espero que tenha cada vez mais cuidado em relação a todos estes fatos, abstendo-se da própria aparência do mal.
       
 Que nem sempre se aplicou à pregação quando poderia ter feito, você mesmo admitiu, mas parecia determinado a remover esta objeção, assim como a outra, de usar exercícios ou divertimentos que causavam ofensa aos seus irmãos. Creio que igualmente se esforçará para evitar conversas frívolas e levianas, e a falar e se comportar na frente de todos com aquela seriedade e oficiosidade que convém a um pregador do Evangelho.

        Claramente, alguns anos atrás, você estava vivo para Deus. Você experimentou a vida e o poder da religião. Não será que Deus pretende que as provações às quais se sujeitou não o trouxessem de volta a isto? Você não pode ficar parado; você sabe que isto é impossível. Você deve avançar ou retroceder. Ou deve recuperar esse poder, e ser um cristão completo, ou em pouco tempo não terá nem poder nem aparência, dentro ou fora.

        Radicalmente contrário a ambos é essa capacidade de ridicularizar os outros, torná-los insignificantes, por expor suas reais ou supostas fraquezas. Isto eu seriamente aconselho você a evitar. Prejudica você, prejudica os ouvintes, e enormemente prejudica aqueles que são assim expostos, e tende a torná-los seus inimigos irreconciliáveis. Algumas vezes também tem sido traído por falar o que não era exatamente verdadeiro. Ó, acautele-se disto acima de tudo! Nunca aumente, nunca exagere alguma coisa. Seja inflexível no apego à verdade. Seja exemplar nesse ponto. O que quer que tenha sido no passado, que todos saibam agora que John Trembath abomina a mentira, que ele nunca promete algo que não cumpre, que sua palavra equivale a um compromisso. Peço que seja diligente nisto. Seja exemplo de verdade, sinceridade e simplicidade religiosa.

        O que tem lhe prejudicado excessivamente nos últimos tempos e, temo que seja o mesmo atualmente, é a carência de leitura. Eu raramente conheci um pregador que lesse tão pouco. E talvez por negligenciar a leitura, você tenha perdido o gosto por ela. Por esta razão, o seu talento na pregação não se desenvolve. Você é apenas o mesmo de há sete anos. É vigoroso, mas não é profundo; há pouca variedade; não há seqüência de argumentos. Só a leitura pode suprir esta deficiência, juntamente com a meditação e a oração diária. Você engana a si mesmo, omitindo isso. Você nunca poderá ser um pregador fecundo nem mesmo um crente completo. Vamos, comece! Estabeleça um horário para exercícios pessoais. Poderá adquirir o gosto que não tem; o que no início é tedioso, será agradável, posteriormente. Quer goste ou não, leia e ore diariamente. É para sua vida; não há outro caminho; caso contrário, você será, sempre, um frívolo, medíocre e superficial pregador. Faça justiça à sua própria alma; dê-lhe tempo e meios para crescer. Não passe mais fome. Carregue a sua cruz e seja um cristão no verdadeiro sentido da palavra. E então, todos os filhos de Deus se regozijarão (e não se afligirão) consigo; e, particularmente,


        Atenciosamente, etc.
        
        John Wesley"

Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :