quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Acervo da Teologia

D.A. Carson - Frases e Devocionais



A cobiça é o desejo de ter mais do que na realidade se tem (não necessariamente por inveja da riqueza dos outros). Ela não só leva à contenda, mas também expressa uma atitude fundamentalmente errada diante da vida, segundo a qual os bens são o que realmente importa. 
 Basta que Deus tire a vida de uma pessoa, para que no mesmo momento se perceba que os bens materiais não têm valor algum. O dinheiro não pode comprar tudo. O homem rico não conseguiu alcançar a verdadeira riqueza que vem de um relacionamento correto com Deus - dar seus bens aos pobres seguramente seria um passo que o levaria nessa direção (33). Assim ele foi um tolo, um ateu, e portanto uma pessoa insensível. 


 Como, então, deveriam ser considerados os bens materiais? Os discípulos não deveriam se preocupar com a alimentação e o vestuário (dois requisitos essenciais para o corpo), como se fossem as coisas mais importantes. O ser humano é mais importante. Se Deus alimenta as aves e veste as flores, certamente ele dará tudo que for necessário a seus filhos. De todo modo, o fato de alguém se preocupar não faz com que viva mais. Num mundo em que as pessoas estão envolvidas numa corrida por melhores condições de vida, que os discípulos busquem primeiro a vontade de Deus e sua salvação; só assim eles virão a perceber que suas necessidades físicas serão atendidas. Que eles vendam seus bens e os entreguem aos mais necessitados, e voltem seus desejos para um tesouro inextinguível nos céus. 

 Pode parecer que tais ensinamentos incentivem a indolência e a falta de preocupação com os aspectos práticos da vida cotidiana - "Deus proverá; portanto, não preciso fazer nada!". Jesus, porém, não está falando com preguiçosos, mas com aqueles que se preocupam e com os que são tentados a entrar na corrida por melhores condições de vida. Eles devem confiar em Deus e estabelecer corretamente as suas prioridades. 

Se Deus entendesse que a nossa maior necessidade era econômica, ele teria enviado um economista. Se ele entendesse que a nossa maior necessidade era entretenimento, ele teria enviado um comediante ou um artista. Se Deus tivesse percebido que a nossa maior necessidade era estabilidade política, ele teria enviado um político. Se ele tivesse percebido que a nossa maior necessidade era na área da saúde, ele teria enviado um médico. Mas ele entendeu que a nossa maior necessidade envolvia o nosso pecado, a nossa alienação dele, a nossa profunda rebelião, a nossa morte; e ele nos enviou um Salvador.
— D. A. Carson | Um chamado à reforma espiritual; pág 111 

A avareza é idolatria porque o que você mais quer se torna seu deus. O que você busca mais urgentemente se torna o seu deus. A idolatria não exige alguma pequena imagem feita de pedra, barro, cerâmica ou uma imagem gigante de um deus esculpida de uma montanha. Idolatria é qualquer coisa e tudo que toma o lugar de Deus, que me faz tentar achar minha identidade e lugar no universo por apelar a algo ou a alguém, e não a Deus. Portanto, a avareza estabelece quem são nossos verdadeiros deuses. E quanto aos cristãos? Eles foram reconciliados com Deus pela morte de Cristo e têm sido expostos à maravilhosa glória e grandeza de Deus - inclusive na cruz. 
D. A. Carson

Onde todos querem ser o centro do universo, só pode haver conflitos. Sei muito bem que ninguém sai por aí cantando: "Eu sou o centro do universo". Contudo, se eu segurasse sua foto de formatura do ensino médio ou de graduação na faculdade e dissesse: "Aqui está a foto de sua formatura", qual rosto você procuraria primeiro? Ou suponha que você tenha um debate árduo e prolongado (daqueles que raramente nos ocorrem). Você vai embora fervendo. Lembra todas as coisas que poderia e deveria ter dito se apenas tivesse pensado nelas suficientemente rápido. Então, você organiza todas essas coisas enquanto repassa todo o debate em sua mente. Quem vence? Já fui derrotado em muitos debates, mas nunca perdi uma reprise. Esses tipos de reflexão são pequenos indicadores de como queremos prevalecer, controlar, ser o centro. Mesmo Deus, deve servir-me ou, do contrário, acharei outro deus. Em outras palavras, isso é o começo da idolatria. 
D. A. Carson

Idolatria é qualquer coisa e tudo que toma o lugar de Deus, que me faz tentar achar minha identidade e lugar no universo por apelar a algo ou a alguém, e não a Deus. 
D. A. Carson


 Notas 25. No grego a expressão é literalmente "um cúbito [uma medida de comprimento que poderia ser usada metaforicamente para um período de tempo] à sua altura (uma palavra que também poderia ser usada para 'curso de sua vida). Buscar o Reino de Deus é colocar o objetivo de vida no próprio Deus e na realização do seu propósito de trazer toda a vida sob o seu controle. (Lucas 12:13-34).


Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :