"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



terça-feira, 5 de maio de 2015

* Ju Bragança / Biografia & Canções


Cantora, Violonista e Compositora. 

Ju Bragança nasceu em São Paulo, em Dezembro de 1977, e sua história com a música começou muito cedo. 

Seu primeiro instrumento foi o piano, mas, logo percebeu que não tinha o menor talento. Por isso, depois de muita insistência com o seu pai, (o Pr. Elio Bragança), ela começou a tocar violão. Dessa vez não tinha professor, "foi na raça". Ela precisava provar que era seu instrumento certo e conseguiu! 

Aos oito anos já tocava na Igreja, e sua maior influência foi seu irmão Julio César (in memorian), que lhe ensinou seus primeiros acordes; Aos 12 anos montou sua primeira banda (New Life); Aos 15 anos compôs sua primeira música para a formatura de sua escola e fez a sua primeira apresentação para uma platéia de 1200 pessoas.

Daí pra frente o natural aconteceu e ela começou a trilhar seu caminho musical... Com seu carisma, com sua voz de personalidade, e seu jeito singular de tocar violão, começou a trabalhar duro e aos poucos vem conquistando o seu espaço.

Em 1999, conheceu a Igreja Batista de Água Branca (IBAB) na zona oeste de São Paulo, onde foi membro por quase 10 anos. Ali teve a oportunidade perfeita para desenvolver profissionalmente seu trabalho e sem dúvida seu ministério. Participou dos três primeiros CD’s da Igreja (Coração Adorador, Ambiente de Adoração e Todo Dia em Todo Lugar); Fez parceria com o querido Pr. Luciano Manga (Vineyard Rio) em seu trabalho solo "Sol do Meio Dia", e participou do lançamento do álbum "Tempo" de seu amigo Daniel Maia. Além destes, tocou com Elias Loureiro e Albino Junior; Teve a oportunidade de gravar com o querido amigo Pr. Gerson Borges; Colaborou com o Willow Creek aqui no Brasil em 2002 em um congresso infantil; Tocou com o Pr. Marcilio (in memorian); Fez parte do lançamento do primeiro CD do ministério de mulheres da Igreja Batista do Morumbi, e ganhou o Primeiro Festival da Juboesc. 

Atualmente desenvolve seu ministério junto à Igreja Batista no Parque Panamericano (Jaraguá), contando sempre com o apoio do seu querido Pr. Silvestre Junior e Pr. Marcio Ruiz, e está envolvida com o lançamento de seu primeiro álbum intitulado “Consumado”, que é um mix de Folk, Pop e Rock Contemporâneo, perfeito para agradar em cheio corações nostálgicos. 

Ju Bragança arranja e compõe em parceria com seu marido Jorge e seu amigo Nae, um som que sai de seus corações, de suas almas e sem dúvida, de vidas repletas de experiências com Jesus Cristo de Nazaré. Esse é o som de Ju Bragança.




             


Nenhum comentário:

Postar um comentário

500 ANOS DA REFORMA

500 ANOS DA REFORMA

Postagens populares

.

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo