sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Portal Teologia & Missões

* Rostos Bonitos Valem Mais? Bethany Baird


             “ROSTOS BONITOS VALEM MAIS?”                                        BETHANY BAIRD

tt
Eu olhei para o cartão e coloquei-o na minha carteira. Uma recrutadora de uma agência de modelos local estava tentando me convencer a seguir uma carreira na indústria. Eu sorri para a mulher e disse: “Vou pensar sobre isso”, então me afastei.
Eu tinha dezessete ou dezoito anos nessa época. Não estava interessada em uma carreira de modelo, porque naquele tempo o basquete e os esportes governavam o meu tempo. Eu era uma garota do atletismo e não um modelo fashion.
Eu não pensei novamente em modelagem até me formar no ensino médio.
Eu comecei a ficar curiosa e, com a aprovação cautelosa dos meus pais, decidi enviar algumas fotos a uma das agências que já havia me dado um cartão.
Recebi de volta uma rápida resposta solicitando a marcação de uma entrevista o mais rápido possível. “Eba! Eles gostam das minhas fotos. Eles devem me achar bonita.” Pensei comigo mesma. Eu marquei o encontro e, antes que percebesse, me encontrava sentada em frente ao dono da empresa.
O dono rapidamente me explicou como é raro conseguir uma entrevista particular. Disse que eles normalmente enviam todas para um ensaio de modelos, mas estavam fazendo uma exceção especial para mim.
Sua atitude não me pareceu boa. Ele me fez sentir como se tivesse que ser grata até pela oportunidade de ser considerada. Eu estava perdendo o interesse rapidamente.
Vamos apenas dizer que a entrevista foi por água abaixo a partir desse ponto.
Deixei seu escritório com a confirmação em minha mente de que eu nunca quis seguir uma carreira de modelo. Decidi que gostava de comer, gostava de me manter vestida e não desejava ser tratada como um objeto.
Olhando para trás, sou muito grata por meus pais terem me aconselhado contra essa ideia e me incentivado a seguir um caminho diferente. Você pode ler um pouco mais sobre onde Deus direcionou meu caminho na página “Quem Somos Nós” (Meet Us) do nosso site “Girl Defined”.
Rostos bonitos valem mais?
Foi na época da entrevista de modelos que eu comecei seriamente a me fazer esta pergunta: “Rostos bonitos valem mais?”.  No meu coração eu sabia o que a Bíblia diz sobre a beleza, como ela passa com o tempo, como Deus olha para o coração etc. etc. etc., mas eu estava sentindo as pressões da cultura. Eu estava sendo alimentada com uma mensagem diferente toda vez que colocava o pé para fora da porta.
Por um lado eu tinha a Bíblia e, por outro lado, eu tinha as mensagens sempre intrometidas dos outdoors, das lojas de roupas, lojas de maquiagem, clips de música e das celebridades de Hollywood, me dizendo que “rostos bonitos” são mais valiosos. Eles chamam a atenção, eles ganham os rapazes, eles ganham os olhares e os comentários… Portanto, eles devem ser mais valiosos.
O que eu aprendi
Quero compartilhar com vocês meus pensamentos atuais sobre essa questão: “rostos bonitos valem mais?” Minha esperança é que você possa aprender a reconhecer as mentiras, optar por rejeitá-las, e, em seguida, compreender e crer na verdade.
Quero compartilhar com você a maior mentira que nós, como mulheres jovens, acreditam e eu quero compartilhar com vocês a verdade que pode realmente nos libertar!
Mentira – Seu valor é baseado em sua beleza e em suas realizações.
Infelizmente esta é a mentira que estão alimentando várias e várias vezes. Estamos sendo informadas de que o nosso valor e tudo que vale a pena vem de nós mesmas. Temos de estar à altura dos padrões dos outros a fim de sermos úteis e felizes. Errado!
Eu adoro esta citação por Gwen Smith, que diz:
“Algumas garotas encontram identidade e valor em suas habilidades atléticas – mas o que acontece quando elas as perdem? Uma garota pode encontrar sua identidade em ter um namorado, mas o que acontece quando eles terminam? Consegue ver onde estou querendo chegar? Nenhuma dessas coisas são permanentes. Elas simplesmente não são confiáveis. A nossa identidade não é encontrada no que fazemos ou com quem estamos. É encontrada em Cristo é e no que Ele já fez por nós”.
Ela acertou em cheio!
Nossa fonte de valor não pode vir de dentro de nós porque não vai permanecer. E quando se esgotar, desaparecer, romper? Será que o nosso valor vai diminui com isso? Isto só faz sentido se o nosso valor vem de algo externo a nós mesmas. Isso nos leva à verdade.
Verdade – Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus.
Jesus Cristo é a melhor notícia para nós, mulheres jovens. Ele nos ajuda a ver o que somos sem Ele (pecadoras em nosso caminho para o Inferno) e o que somos com Ele (salvas pela graça de Deus). Ele nos dá a resposta sobre nosso valor e nos dá o Seu valor, que não se desvanece com o tempo ou talento.
Ele nos dá o SEU valor
“O que eu sei é o seguinte: por causa de Jesus Cristo, eu sou uma mulher do mais alto valor. Não por causa de qualquer outra coisa. Eu sou uma garota cheia de graça. Não serei perfeita por um longo tempo. Eu venho sendo mudada pelo amor incondicional de Deus e restaurada à beleza perfeita através do sangue derramado de Jesus. Por causa do amor, nós somos Suas filhas, preciosas à Sua vista. À luz disto, precisamos deixar de lado sentimentos que diminuem nosso valor, e abraçar a nossa própria identidade: Filhas do Rei dos Reis” -Gwen Smith.
Compreender esta verdade mudou completamente a minha vida. Eu não tenho que estar à altura de determinado homem ou dos padrões de beleza femininos. Eu não preciso ser tão bonita como uma supermodelo para ter valor. Eu não tenho de ter a pele perfeita de uma garota da capa de revista. Meu valor não é baseado em qualquer coisa que eu possa fazer. É baseado em quem é Jesus e o que Ele já fez por mim.
Agora que está liberta!
A próxima vez que você se perguntar: “rostos bonitos valem mais?” Lembre-se dessa verdade simples: Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus.
Esta simples frase tem o poder de mudar completamente o rumo da sua vida. Ela mudou completamente minha.
Pense nisso…
Você já comprou a mentira de que o seu valor é baseado em sua beleza e nas suas realizações?
Por que você se sente pressionada a se sentir à altura?
Como você pode aplicar esta verdade à sua vida: “Seu valor não tem nada a ver com você e tudo a ver com Deus”?
Se você realmente acredita nisso e vive assim, como isso muda a sua vida?
Extraído de:

Este post é uma tradução de um artigo de Bethany Braid publicado originalmente 
no Blog “Girl Defined”.

Portal Teologia & Missões

About Portal Teologia & Missões -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :