sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Acervo da Teologia

* Carta de David Brainerd a um Jovem Candidato ao Ministério

CARTA DE DAVID BRAINERD A UM JOVEM CANDIDATO AO MINISTÉRIO

Caríssimo senhor,
Como é surpreendente que os vivos, que sabem que devem morrer, apesar disso “adiem o dia mau,” em tempos de saúde e prosperidade, e vivam a uma distância tão terrível da familiaridade com o túmulo, e as grandes preocupações além dele! E, em especial, poderia com justiça nos encher de surpresa saber que alguém cuja mente foi divinamente iluminada, para contemplar as coisas importantes da eternidade como elas são, digo, que esses vivam dessa maneira. 

Entretanto, senhor, como é frequente essa situação! Como são raros os exemplos dos que vivem e agem dia após dia como se estivessem às vésperas da eternidade; lutando para preencher seus momentos remanescentes no serviço e honra do grande Mestre! Nós insensivelmente desperdiçamos tempo, enquanto pensamos tê-lo em abundância; e estamos tão estranhamente distraídos, a ponto de, em grande medida, perdemos a noção da santidade e das qualificações necessárias para nos preparar para sermos habitantes do paraíso celestial. Mas, ó caro senhor, um leito de morte, se desfrutarmos claramente da razão, dará outra visão das coisas. 

Tenho estado, por mais de três semanas, prostrado sob o maior grau de fraqueza; esperando, na maior parte do tempo, nas horas e nos dias, entrar no mundo eterno. Às vezes, tenho ido tão longe a ponto de ficar sem palavras por diversas horas. Ah! Nestas ocasiões, como me parece ser vasta a importância que tem a vida espiritual santa! Tenho desejado chamar todos os meus amigos para persuadi-los a viver para Deus, especialmente todos os que estão designados ou já atuantes no serviço do santuário. Ó, caro senhor, não pense que seja suficiente viver no nível dos cristãos comuns. Infelizmente, como são pouco proveitosas as conversas que têm em suas reuniões! As visitas, até mesmo daqueles que são chamados cristãos, são, com frequência, extremamente estéreis; e a consciência nada pode fazer senão nos condenar pelo mal aproveitamento do tempo, enquanto estivemos a conversar com eles.

Porém, o caminho para desfrutar da presença divina, e estar apto para algum serviço distinto a Deus, é viver uma vida de grande devoção e constante auto-dedicação a ele; observando os movimentos e disposições de nossos corações, de onde poderemos aprender sobre as corrupções que lá se hospedam, e da nossa constante necessidade da ajuda de Deus para a realização do menor dos deveres. E, caro senhor, permita-me rogar-lhe a frequentemente atender aos grandes e preciosos deveres do jejum e da oração secreta.

Tenho um segredo, pensado a partir de algumas coisas que observo, de que talvez Deus tenha lhe designado para algum serviço singular no mundo. Esforce-se, portanto, para se preparar e qualificar para fazer muito para Deus. Leia a obra do Sr. Edwards sobre as afeições, repetidas vezes, e se esforce para distinguir claramente as experiências e afeições na religião, para que você possa diferenciar entre o ouro e a escória brilhante. Eu digo, esforce-se aqui, se alguma vez quiser ser um ministro útil de Cristo; pois nada tem interrompido mais a obra de Deus nos últimos dias do que a falsa religião e as afeições selvagens que a acompanham. 

Permita-me, finalmente, rogar-lhe firmemente a “aplicar-se à oração, à leitura e à meditação” sobre as verdades divinas. Lute para penetrar ate às suas profundezas, e nunca esteja contente com o conhecimento superficial. Por este meio, seus pensamentos gradualmente se tornarão mais firmes e judiciosos, e você, desse modo, será possuidor de um tesouro valioso, do qual poderá retirar “coisas novas e velhas”, para a glória de Deus.

E agora, “encomendo-o à graça de Deus;” desejando sinceramente que uma porção abundante do Espírito divino possa repousar sobre você; que você possa viver para Deus em toda a capacidade de sua vida, e fazer um serviço abundante para ele na vida pública, se for da Sua vontade. E que possa ser ricamente qualificado para a “herança dos santos na luz.” Dificilmente espero vê-lo face a face mais uma vez, no corpo; e, portanto, rogo que aceite isto como a última lembrança de amor, de seu afetuoso e moribundo amigo,
David Brainerd

BIOGRAFIA & OBRAS 


Acervo da Teologia

About Acervo da Teologia -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Subscribe to this Blog via Email :