"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



segunda-feira, 11 de agosto de 2014

*Stuart Olyott / Biografia & Mensagens



Conhecendo Stuart Olyott


Stuart Olyott, filho de um engenheiro britânico, nasceu no Paquistão, em 1942. Devido ao trabalho de seu pai, a família Olyott mudava constantemente de casa, e até de país, durante vários anos. Aos sete anos, Stuart começou seus estudos numa simples escola – feita de folhas de bananas, na Malásia. E logo chegou a conclusão que sua vida aqui na terra era muito curta e que não poderia deixar de pensar na eternidade O Sr. e a Sra. Olyott, embora fossem cristãos, conheciam muito pouco das Escrituras. As viagens constantes a países estrangeiros dificultavam o acesso constante a uma igreja. Não obstante, passaram aos seus filhos duas lições importantes: 1) Não há nada mais importante do que as coisas de Deus e 2) Acerca de sua própria pessoa, nada é mais valioso do que sua integridade.

Com o tempo, a família Olyott retornou a Grã-Bretanha, e foi então que Stuart, aos 12 anos de idade, sofreu um acidente. Estava andando de carro com vários amigos embriagados e o veículo chegou a capotar. A situação levou Stuart a fazer uma oração, mas eram apenas palavras. O menino sabia que era uma pessoa mortal, e até acreditava em Deus e orava, mas não era um cristão.

Cerca de dois anos mais tarde, Stuart resolveu escapar da influência cristã de seu lar e foi passar um tempo na casa de sua avó ímpia, uma pessoa que ele mesmo descreve como sendo “bastante supersticiosa”. Ela não o obrigava a frequentar a igreja, e ele gostou muito disso, até um determinado domingo, dia 8 de setembro de 1957. Sentindo a necessidade de assistir um culto, Stuart escolheu visitar uma igreja liberal onde a Bíblia era aberta, mas não pregada. Justamente naquela noite, o pastor da igreja tinha convidado um amigo para dar seu testemunho perante a igreja, e, ao ouvir o palestrante, Stuart foi convencido que Deus é grande, santo, presente e que ninguém podia escapar dEle. Chegando à conclusão que sua condenação era certa, o adolescente então foi levado a pensar sobre a cruz de Cristo e, embora não entendesse tudo acerca da salvação, clamou a Deus para salvá-lo.

A convicção e a salvação de Olyott foi um evento tão traumático que ele fugiu das pregações durante as próximas semanas, com medo de que aquilo acontecesse novamente. Mas, com o passar do tempo, a situação melhorou, e, ao retornar às aulas, Stuart conheceu um professor que dizia ser um cristão. Este professor queria criar uma comunidade cristã dentro da própria escola, e Stuart ajudou-o.

Após a conversão, Stuart passou a ler vários livros cristãos e depois sentiu o chamado para pregar o Evangelho. Demorou algum tempo, mas finalmente a sua própria igreja reconheceu o seu chamado, Olyott completou o curso no seminário e foi chamado a pregar na Igreja Batista Poplar, na zona leste de Londres. Na sua primeira pregação nesta igreja, Olyott pregou sobre Romanos 12.1-2. Qual foi a sua surpresa ao saber que o pregador antes dele, e também o pregador antes daquele, também haviam pregado sobre o mesmo texto!

Depois desta repetição, a Igreja Batista Poplar chamou Olyott para ser seu pastor, em agosto de 1964. Olyott continuou nesta posição durante dois ou três anos, mas, por fim, teve que deixá-la devido à liberalidade que prevalecia na igreja.

Sabemos que Olyott casou-se com uma moça que conheceu durante este primeiro pastoreado, mas não conseguimos localizar o nome dela, nem os nomes dos filhos, se é que tiveram.

Embora ele não pareça forte (um leitor chegou a descrevê-lo como “um homem que aparenta sempre estar passando fome”), Olyott tem sido muito ativo na obra do Senhor. Pastoreou uma segunda igreja durante 23 anos, propagou o Evangelho e plantou novas igrejas na Suíça e França, gravou muitas pregações, escreveu nove livros e publicou uma centena de artigos doutrinários em diversas revistas. Atualmente, Olyott é o Diretor Pastoral do Movimento Evangélico de Gales, e embora esta seja uma grande responsabilidade, ele continua escrevendo matérias proveitosas e viajando mundo a fora para pregar em conferências.

Não estude para tirar uma pregação — não! não! — mas estude para entender o texto. Esta é a regra acima de todas que os pregadores devem seguir. 
                           — Stuart Olyott

Fonte: JANELAS PARA A VIDA 

 FACEBOOK 

 SERMÕES DO PR. STUART OLYOTT NA CONFERÊNCIA FIEL / 24ª 

 Como Ocorre a Conversão? - Atos 8.26-40
 Como Viver Perto do Senhor
 Como Ver a Palavra se Propagar Mais Rapidamente - 2 Tess. 3.1

* Trecho da mensagem pregada por Stuart Olyott na  Conferência Fiel para Pastores e Líderes 2008 - Como  Viver Perto do Senhor






OUTRAS MENSAGENS 


* LIVROS DO PR. STUART OLYOTT 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

💪 Nós aprendemos com Jesus que a verdadeira masculinidade não é simplesmente manter nossos narizes limpos e nossa casa em ordem. A verdadeira masculinidade significa enxergar além de nós mesmos para amar nosso próximo – e nosso próximo é qualquer um que encontramos em necessidade. O homem de verdade livremente doa seu tempo, recursos, atenção, energia e apoio emocional para aqueles que precisam, sem se preocupar em como eles podem retribuir. Seja você casado ou solteiro, se você não está servindo ao seu próximo abnegadamente e sacrificialmente, você não está exercendo completamente a masculinidade bíblica.

Phillip Holmes



Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo


-

OREM PELOS CRISTÃOS

OREM PELOS CRISTÃOS