"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



quarta-feira, 4 de junho de 2014

*Confissão de Fé Francesa

CONFISSÃO DE FÉ FRANCESA 

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A Confissão de Fé Francesa ou Confissão de Fé gaulesa ou Confissão de La Rochelle (1559) é uma confissão de fé reformada.
Sua história começa com a declaração de fé enviadas pelas Igrejas Reformadas da França para João Calvino em 1557 durante um período de perseguição. A partir daí, e provavelmente com a ajuda de Theodore Beza e Viret Pierre, Calvino e seu aluno de Saint-Pierre-de-Chandieu escreveu uma confissão para eles sob a forma de trinta e cinco artigos. Quando a perseguição cessou, vinte delegados representando setenta e duas igrejas se reuniam secretamente em Paris de 23 a 27 maio 1559. Com François de Morel como moderador, os irmãos produziram uma Constituição Eclesiástica de Disciplina e uma confissão de fé: Calvino fez trinta e cinco artigos que foram todos utilizados na confissão, além das duas primeiras que foram expandidos em seis. Assim, a Confissão gaulesa tinha quarenta e um artigos.
Em 1560, a confissão foi apresentado Francis II, com um prefácio solicitando que a perseguição deve cessar. A confissão foi confirmada na sétima sínodo nacional das igrejas francesas em La Rochelle, em 1571, e reconhecido por sínodos alemão em Wesel em 1568 e Emden, em 1571.
Estudiosos sugeriram que as revisões dos delegados na primeira parte apresenta a teologia natural em declarações Reformada credo porque o artigo II fala de Deus, revelando-se em primeiro lugar na criação e em segundo lugar através da Bíblia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo