"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



terça-feira, 31 de agosto de 2010

*Niilismo / Significado

                             O que é Niilismo:

Niilismo é uma doutrina filosófica que afirma um pessimismo e ceticismo absolutos perante qualquer realidade possível. Consiste na negação de todos os princípios religiosospolíticos sociais.

Este conceito teve origem na palavra em latim nihil, que significa "nada". O sentido originalmente outorgado por F.H. Jacobi e Jean Paul, e que foi retomado por Nietzsche, denota a falta de convicção em que se encontra o ser humano após a desvalorização de qualquer conteúdo de crença, que leva à consciência do nada e ao absurdo.

Como atitude crítica frente às convicções sociais, o termo aparece na obra de Turgeniev "Pais e Filhos". Nesta obra literária, um personagem afirma: "Um niilista é um homem que não se curva ante qualquer autoridade; nem aceita nenhum princípio sem exame, qualquer que seja o respeito que esse princípio envolva".

Na Rússia, se aplicou o termo "niilista" ao movimento revolucionário durante a segunda metade do reinado de Alexandre II. Os primeiros niilistas, seguidores das ideias de Pisarev, exigiram que a realização do progresso social só fosse possível a partir de uma reconstrução científica da sociedade.

Desde 1870, o niilismo evoluiu para uma atitude de protesto mais radical, que se separou das concepções materialistas e coincidiu em alguns pontos com o movimento anarquista.

Niilismo moral, ético, existencial, político e negativo

O niilismo moral (ou niilismo ético) consiste em um ponto de vista em que nenhuma ação pode ser considera moral ou imoral.
O niilismo existencial significa que a existência do ser humano não tem qualquer sentido ou finalidade e por isso o homem não deve procurar um sentido e um propósito para a sua existência.
O niilismo político tem como fundamento que a destruição de todas as forças políticas, religiosas e sociais, são essenciais para um futuro melhor.
O niilismo negativo, que deu origem a todos os outros, consiste na negação do mundo perceptível aos sentidos, para buscar um mundo ideal, um paraíso. Teve origem graças ao platonismo e Cristianismo.

Nietzsche e Niilismo

De acordo com Nietzsche, o niilismo pressupõe a morte da Divindade Cristã e seus princípios. O homem se despede assim dos valores morais e regras estabelecidas por essas doutrinas.
Para Nietzsche, existem dois tipos de niilismo: o passivo e o ativo. O niilismo passivo pode ser visto como uma espécie de evolução de uma pessoa, apesar de não haver uma mudança dos valores. Por outro lado, o niilismo ativo vira todas as suas forças para a demolição da moral, sendo que tudo fica no vazio e o absurdo ganha preponderância, de tal forma que o niilista só tem como solução esperar ou causar a sua própria morte.

Um comentário:

  1. *** REPASSEM A TODOS!!!
    ________________________________________________
    TESTEMUNHO VERÍDICO: Rock - a música do inferno
    WWW.A-VISAO-DO-INFERNO.BLOGSPOT.COM
    ________________________________________________

    Nasci em Novembro do ano de 1979, no alto da Móoca, em São Paulo. Meus pais moravam em São Vicente - litoral paulista.

    Meus irmãos moravam também na mesma casa; ao todo, cinco pessoas compunham a minha família.

    Meu pai era um grande fã das bandas de “ROCK IN ROLL”. Nesta época ele possuía uma grande coleção de discos.

    Eu nasci no “BERÇO DO ROCK” e aprendi a gostar desse estilo musical ainda no ventre de minha querida mãe. Com o passar dos anos eu fui conhecendo outras bandas de rock.

    Cada vez mais meu pai comprava novos discos para ouvir em casa; pois, possuía uma boa aparelhagem de som, e também sabia construir suas próprias caixas amplificadas.

    Alguns discos eram “ESTRANHOS”, com desenhos de “MONSTROS”, “MORCEGOS”, “MULHERES NUAS” e até mesmo “DEMÔNIOS”.

    EM CASA EU SEMPRE PERCEBIA MEU PAI NERVOSO, E ÁS VEZES BRIGAVA COM A GENTE SEM MOTIVO NENHUM.

    Em 1985 meus pais mudaram para a cidade de Suzano, na grande São Paulo. Meu pai, porém, continuou comprando seus discos prediletos. De mês em mês ele comprava um novo disco de rock, e eu ouvia a todos eles.

    Tentando entender o que os cantores diziam nas músicas, eu comecei a estudar inglês em minha própria casa, através de livros, revistas, fitas k7, vídeos etc...

    Aos 12 anos de idade eu comecei a fumar, logo fui perdendo o desejo de estudar; e assim comecei a faltar na escola, pois já estava sendo enganado e dominado pelas influências satânicas do “ROCK IN ROLL”.

    Entrei pelo caminho da prostituição aos 14 anos, já fumava e bebia cerveja com os “amigos”.

    Na tentativa de viver “livre” e em “paz” eu caminhava para o fundo do poço a cada dia que passava.

    PROFANEI O LEITO DE MEUS PAIS COM UMA “namorada”, EU COM 14 E ELA COM 12 ANOS DE IDADE.

    Nós nos sentíamos “adultos” e muito “responsáveis” longe dos nossos pais.
    Quando completei 15 anos eu abandonei a escola, minha mãe ficou muito triste com essa má decisão.

    Em casa eu brigava diariamente com minha mãe e discutia com meus irmãos. Sempre dizia para a minha mãe:

    “EU ODEIO VIVER, EU QUERO MORRER, EU NÃO PEDI PARA NASCER”.

    A minha mente fora apagando em ritmo acelerado, sem que eu pudesse perceber, pois, não havia em mim forças para raciocinar acerca do perigo que me cercava.

    CHEGUEI A QUEIMAR POR VÁRIAS VEZES MEUS CDs DE ROCK, MAS NADA ADIANTOU; EU COMPRAVA OUTROS NOVAMENTE.

    SENTIA-ME UM DROGADO, APRISIONADO PELO ROCK.

    Diante daquele cenário eu pude contemplar entre lágrimas a tamanha crueldade de satanás e seus anjos, percebi também que...

    “O INFERNO É REAL”.

    “O INFERNO É REAL”.

    “O INFERNO É REAL”.

    JUNIOR_SILVA_739@HOTMAIL.COM

    TESTEMUNHO VERÍDICO: Rock - a música do inferno

    WWW.A-VISAO-DO-INFERNO.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo