"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



quinta-feira, 14 de maio de 2009

* Por que é Importante Estudar Teologia

Por que é importante estudar teologia?

A palavra "teologia" é de origem grega: theós (deus) + lógos (tratado).

De acordo com o famoso dicionário "Michaelis": 1 Ciência que se ocupa de Deus e de seus atributos e perfeições. 2 Ciência sobrenatural de Deus e das criaturas enquanto ordenadas a Deus.

Ou seja, quando perguntamos por que é importante estudar teologia estamos perguntando por que devemos tentar entender Deus e as demais coisas envolvidas.

A resposta é muito simples: Poderia começar argumentando que, se de fato cremos que existe um Deus e que Ele se relaciona conosco, por que não iríamos tentar entendê-lo? Seria como querer manter uma amizade com alguma pessoa sem fazer qualquer esforço para conhecê-la.
Sabemos que Deus não fala conosco de forma audível, mas nos deixou alguns recursos para que pudéssemos conhecê-Lo. Entre eles temos a oração, o Espírito Santo (que é o próprio Deus) habitando nos salvos e a Bíblia, que é Sua verdade revelada ao homem.

Uma vez que Deus se preocupou em revelar-se ao homem, cabe agora a nós fazer uso desta revelação para nos relacionarmos com Ele. De fato, quanto mais se conhece acerca de Deus, mais nos relacionamos.

Vamos imaginar agora que exista uma pessoa que diz acreditar em Deus, em Jesus Cristo e na Bíblia, mas, por algum motivo qualquer, parou por aí. Ou seja, não se preocupa em estudar a Bíblia. Tal pessoa poderia facilmente argumentar: “Eu sou cristão, filho de Deus, acredito na salvação de Jesus Cristo etc”, tudo certinho como seria esperado de qualquer cristão. Como ele defenderia a sua crença?

Eu respondo, pois conheço muitas pessoas assim: não defenderia! Ficaria enrolando, falando que ouviu sei lá de quem e que acreditou.
Mas onde está o relacionamento desta pessoa com o Deus que a salvou da morte eterna? Ela poderia argumentar que está na oração. Mas que raios de relacionamento é este onde só uma das pessoas fala? Deus está querendo responder seus anseios. As respostas estão todas no manual que Ele fez, mas o cidadão continua perguntando e nunca vai ler a resposta. Será que este cristão não precisa de teologia?

Agora devo dar uma explicação mais detalhada do parágrafo acima antes que alguém entenda as coisas de forma errada. Não estou dizendo que um início de fé cristã não deva ser assim, ou seja, crer apenas por ter ouvido de alguém, mas sim que após isto a pessoa deveria buscar um entendimento maior daquilo que ela passou a crer. O problema é estagnar. O apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos tratou deste assunto. Vejamos:

Porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: “Como são belos os pés dos que anunciam boas novas!” No entanto, nem todos os israelitas aceitaram as boas novas. Pois Isaías diz: “Senhor, quem creu em nossa mensagem?” Consequentemente, a fé vem por se ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo. (Romanos 10.13-17)

Um outro motivo é a defesa da fé para nós mesmos. Se a teologia não for uma de nossas preocupações, mesmo sendo cristãos, estaremos à mercê de pessoas e religiões que não ensinam a verdade e não teremos nenhuma defesa contra elas. Paulo também falou sobre isso em sua carta aos Efésios. Vejamos:

[...] até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo. O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo (Efésios 4.13-15).

Finalmente, qualquer cristão que se preze, sabe que isso é um mandamento de Deus. Temos vários textos bíblicos dizendo que devemos estudar a Palavra de Deus, de modo que se não o fazemos estamos no mínimo desobedecendo a Deus explicitamente. Para concluir, vamos a alguns exemplos:

Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu. Porque desde criança você conhece as Sagradas Letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra. (2 Timóteo 3.14-17).

Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. “Não temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados.” Antes, santifiquem Cristo como Senhor em seu coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. (1 Pedro 3.14-15)

Ora, como estarei preparado para dar razão à minha fé e esperança se eu não estudar o manual?
Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite. (Salmos 1.1-2)

Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra. Eu te busco de todo o coração; não permitas que eu me desvie dos teus mandamentos. Guardei no coração a tua palavra para não pecar contra ti. (Salmos 119.9-11)

Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a palavra da verdade. (2 Timóteo 2.15)

Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4.12)

A lei do Senhor é perfeita, e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança, e tornam sábios os inexperientes. Os preceitos do Senhor são justos, e dão alegria ao coração. Os mandamentos do Senhor são límpidos, e trazem luz aos olhos. O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas. São mais desejáveis do que o ouro, do que muito ouro puro; são mais doces do que o mel, do que as gotas do favo. Por elas o teu servo é advertido; há grande recompensa em obedecer-lhes. (Salmos 19.7-11)

A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. (Salmos 119.105)

Diante de tudo isso será que ainda nos resta alguma dúvida sobre o porquê estudar teologia?

Thiago André Monteiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

💪 Nós aprendemos com Jesus que a verdadeira masculinidade não é simplesmente manter nossos narizes limpos e nossa casa em ordem. A verdadeira masculinidade significa enxergar além de nós mesmos para amar nosso próximo – e nosso próximo é qualquer um que encontramos em necessidade. O homem de verdade livremente doa seu tempo, recursos, atenção, energia e apoio emocional para aqueles que precisam, sem se preocupar em como eles podem retribuir. Seja você casado ou solteiro, se você não está servindo ao seu próximo abnegadamente e sacrificialmente, você não está exercendo completamente a masculinidade bíblica.

Phillip Holmes



Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo


-

OREM PELOS CRISTÃOS

OREM PELOS CRISTÃOS