"AO CONTRÁRIO DE MUITOS, NÃO NEGOCIAMOS A PALAVRA DE DEUS VISANDO A ALGUM LUCRO; ANTES, EM CRISTO FALAMOS DIANTE DE DEUS COM SINCERIDADE, COMO HOMENS ENVIADOS POR DEUS". 2 Coríntios 2. 17



sábado, 18 de abril de 2009

* Pirataria é Pecado?


Pirataria de CD evangélico é pecado?


Tem um monte de gente na Internet afirmando que a pirataria de CDs evangélicos é crime e portando é pecado.


Temos que tomar muito cuidado ao colocar crime e pecado como sinônimos, pois as duas palavras têm significados completamente diferentes.


*Crime: é Todo o ato merecedor de repreensão ou castigo, que provoca a reação organizada da sociedade. Ato que a lei declara punível, ou transgressão de um preceito legal.


*Pecado: é todo e qualquer ato de desobediência à vontade de Deus. Origina-se do grego “hamartia” e significa errar o alvo.Quando alguém ou alguma editora faz cópias da Bíblia, ela paga os direitos autorais para quem? Os CDs evangélicos não são mensagens da palavra de Deus cantadas? Na antiga União Soviética, na época em que era proibido pregar o evangelho e as igrejas eram subterrâneas, tomávamos conhecimento que missionários levavam Bíblias escondidas embaixo de roupas.


Eles estavam errados? Estavam em pecado? Afinal, desobedeciam as Leis do país, contrabandeavam Bíblias, mensagens de Deus.


Alguém que compra um CD pirata, ou tira uma cópia do CD de um amigo, ou mesmo que baixam da Internet louvores cristãos, que falam de Jesus, da Palavra de Deus, está errando o alvo? Obviamente que não.Quantas pessoas teriam realmente condições de comprar CD’s com preços tão altos? Talvez muitos dos cantores gospel não estivessem preocupados em levar a mensagem de Deus cantada, em divulgar o louvor, que pode tocar em algum coração ímpio, incrédulo e sim com o sucesso e a vida boa que o dinheiro pode proporcionar.


Até concordo que para os cantores que estão começando isso poderia acarretar em algum prejuízo. Mas quem vai comprar CD pirata de quem está começando agora? Quando o sucesso estoura, o cantor já tem eventos agendados para quase o ano todo.Os cantores e gravadoras evangélicas devem combater a pirataria sim.


Mas também deveriam agora fazer uma nova campanha: Para abaixar o preço dos CD’s. Esse é o primeiro grande passo em combate as cópias piratas.


O problema é que as gravadoras não estão nem um pouco dispostas a fazerem isso, pois ela seria a principal prejudicada.Se a inspiração é Divina os direitos autorais são pagos à Deus? Tudo bem os cantores tem que sobreviver (concordo plenamente) - mas enriquecer e acumular mais que o necessário pode? E os irmãos que querem ter um CD para louvar o Senhor e muitas vezes pagar R$ 20,00 num CD pode significar ficar sem gás? Será que os cantores se preocupam mais em divulgar o nome do Senhor através das músicas ou em ganhar dinheiro com a venda destes CDs  A musica evangélica antes de ser um comércio tem o propósito de adorar e louvar ao Senhor, e não de enriquecer e dar vida de luxo para uns e prejudicar a outros.


As ferramentas profissionais de produção musical estão cada vez mais acessíveis e a troca de informações entre os usuários da Internet está aumentando a cada dia.


Aproveitando este cenário, músicos seculares de toda parte estão desenvolvendo seus talentos produzindo faixas realmente interessantes e, através da web, divulgam seus trabalhos de maneira independente, sem intermediários.


Estes são exemplos realmente interessantes que deveria ser o padrão de todo musico gospel, mas que infelizmente para a vergonha do mundo evangélico a mensagem que vemos estampada em cada novo CD colocado no mercado é a mesma “pirataria de cd é crime e é pecado”.... de graça recebestes, de graça dai. (Mt 10:8b).


Fonte http://direcao.wordpress.com´


O cristão pode comprar produtos piratas?



Pirataria não - Campanha da CPAD contra a pirataria





O que há de errado com a pirataria?

Há mais de 50 anos publicamos e promovemos teologia de alta qualidade para capacitar e edificar as igrejas e seus líderes. Somos uma editora sem fins lucrativos que reinveste seus recursos no próprio ministério de publicação, buscando sempre o melhor para o nosso leitor.
Infelizmente cresce na internet a pirataria digital, prática que muito prejudica nosso ministério, podendo até mesmo vir a inviabilizá-lo em longo prazo. Vários sites e grupos formados em redes sociais oferecem links para downloads de PDFs de livros completos.
Queremos deixar claro que Edições Vida Nova e Shedd Publicações não autorizam a distribuição gratuita de seus livros, seja em PDF ou em qualquer outro formato, e que isto acarreta um enorme prejuízo para a editora, os autores e demais profissionais do livro.
Portanto, queremos conscientizar irmãos que fazem uso desses PDFs-piratas, mas que muitas vezes não sabem que é uma prática ilegal, e até um crime, que nos ajudem e denunciem quem descaradamente insiste em proliferar esse tipo de pirataria.
Pedimos que todos nossos leitores, colaboradores e amigos nos ajudem no combate à Pirataria na internet, conscientizando amigos e também enviando suas denúncias para a Associação Brasileira de Direitos Repográficos (ABDR) no site www.abdr.org.br ou para vidanova@vidanova.com.br.
Contamos com a ajuda de todos para continuar a publicar e promover teologia de alta qualidade para capacitar e edificar as igrejas e seus líderes.


4 comentários:

  1. Só discordo com vc, porque é muitom diferente missionarios levando biblias para pregar o evangelio de bandidos que vendem CDs piratas e os cristãos que compram...
    Estão concordando e insentivando os bandidos e de uma certa forma menospresando o trabalhos de cantores gospel.
    Mas não tem nada D+ baixar um Cd da net ou até mesmo copiar de um amigo, mas concordar e comprar CDs desses bandidos que fazem pirataria é crima e na minha consepsão tambem é pecado.....

    ResponderExcluir
  2. O CRENTE E OS PRODUTOS PIRATAS
    MUITO CUIDADO!

    "Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus"
    I Coríntios 6 : 9 e 10
    .
    A indústria corrupta da “pirataria” invadiu o meio religioso de maneira vergonhosa, audaciosa, irresponsável, e o incrível é que não são os de fora, os não crentes que estão praticando este golpe sujo em nosso meio, são os de casa que congregam conosco, nossos "irmãos(?) de fé que enganosamente estão lesando pessoas que investem tudo nos seus trabalhos. Os piratas religiosos não têm escrúpulos e falsificam de tudo sem o menor pudor, lesando não só o País, já que não pagam os impostos; quem produz como também o cristianismo, pois a pirataria nada mais é do que uma modalidade de roubo declarada. Isto vale para qualquer produto pirata.

    Mas o que é pirataria? Segundo o dicionário é roubar, usurpar, copiar, reproduzir programa de computador, material audiovisual ou fonográfico, sem autorização do autor ou sem respeito aos direitos de autoria e cópia, geralmente para fins de comercialização ilegal ou para uso pessoal. Ou seja, todo aquele que está em tal prática, seja copiando, comercializando ou “USANDO” qualquer material ilegal é considerado “pirata”, ou na concepção da palavra, “ladrão”!!! Isto mesmo quer você queira ou não, e não sou eu que estou acusando alguém, é o dicionário, isto para quem não tem consciência e não sabe o que é respeito.

    O pirata por outro lado é ladrão, gatuno, sujeito audacioso, espertalhão, malandro, indivíduo que comete pirataria, que não respeita os direitos de autoria ou de reprodução que vigoram sobre determinadas obras ou produtos literários, musicais, de informática, seja produzindo, ou utilizando cópias ilegais dessas obras ou produtos.

    Os piratas são pessoas que não tem o menor respeito pela propriedade alheia, e nem imaginam quanto o produtor ou proprietário da obra investiu, não só a parte financeira, mas também o tempo, o sacrifício pessoal e familiar para a realização de seu trabalho. Tais pessoas esperam um resultado com aquilo que produziram, no entanto encontram no seu caminho “salteadores“, que sem a menor consideração, o menor escrúpulo ou respeito, apropriam-se do que não lhes pertence, daquilo em que não investiram nada.

    A maioria sempre procura uma justificativa para seus atos ilícitos, alguns usam o argumento de que precisam “sobreviver” ou “sustentar” suas famílias, falam que foi a “porta que o Senhor abriu”, quanta tolice! Quanta esperteza! Quanto pecado! Amados quem vive às custas dos outros é parasita, assim, como pode Deus ser participante ou conivente em um ato criminoso? O grande problema nesta questão é que quem age assim, sempre procura numa justificativa espúria, arrazoar os seus atos tortuosos esquecendo-se de que tudo que não é adquirido de maneira “lícita” se torna maldição na vida do homem, e muitos enganosamente pensam estar enriquecendo, mas na verdade estão voltando para a “imundícia” do mundo e afogando as suas almas na lama do pecado

    Mas o que mais nos entristece hoje é saber que muitos líderes de Igrejas tem sido coniventes com esses atos imorais e irresponsáveis. O que esta acontecendo? É a pergunta que faço é será que a Igreja esta se moldando ao mundo, ou será que todos estão imaginando que Deus está com a visão cansada e não vê o que estão a fazendo?

    Continua...

    ResponderExcluir
  3. Continuação...

    Como cristãos anunciamos o Evangelho que restaura, transforma e liberta o homem do pecado; apresentamos um Deus que muda o criminoso em um homem honesto, ético e que respeita as leis, mas nos últimos tempos a Igreja tem caído em descrédito, pois, possui no seu rol de membros verdadeiros bandidos mascarados. Já chega de tudo isso. Tem muitas “lojinhas evangélicas”, cujos donos são inclusive “Pastores”, que sobrevivem exclusivamente da pirataria! Sonegam impostos e até o dízimo de que vendem e acham tudo muito natural! São especialistas em produtos do “Paraguai” e dos “Made In China”.

    Que condições possuem essas pessoas de “anunciar” o Evangelho, ou mesmo que evangelho é este que estão proclamando? Não podemos e nem estamos julgando ninguém, pois a Bíblia diz: "Não julgueis, para que não sejais julgados" - Mateus 7:1. Estamos sim dando um grito de alerta para que muitos não venham a perecer, pois a maioria acha que amar seu próximo é “encobrir seus erros e pecados”. Porém se vivem em desconformidade com as leis que regem nosso país e em práticas escusas, como esperam estar em conformidade com a doutrina Bíblica? Desta forma tanto que “comercializa” como que “consome” tais produtos incorre no “crime de pirataria”.

    Queridos não é amor ou tolerância que está faltando de nossa parte, mas sim “caráter”, consciência e “vergonha na cara” por parte de todos que vivem no erro, ou será que não conhecem as Escrituras que diz: "Acordai para a justiça e não pequeis mais; porque alguns ainda não têm conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa" - I Coríntios. 15.34
    .
    Portanto, desafio não apenas os “Líderes Evangélicos”, mas todo o povo de Deus para abraçarem o combate a este ato criminoso, pois se “protestamos contra o pecado” como vamos agora fazer vista grossa a tais acontecimentos no nosso meio, ou será que a Igreja aderiu ao sistema de dois pesos e duas medidas?

    "Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação"
    I Tessalonicenses 4:4 a 7.



    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms1casa@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Discordo. Quer dizer que porque alguns cometem erros em cobrar CDs caros ou shows caros, devemos cometer outro erro de ignorar a pirataria.

    Muitos estao com blogs colocando CDs para baixar falando que estao evangelizando ou apenas divulgando. Pura mentira, pois contas de servidores dao dinheiro pra quem coloca link que mais faz downloads.

    Isso não é atitude cristã. Deus nos deu ferramentas para evangelizarmos sem precisar fazer pirataria ou bular as leis do mudo que são para todos.

    Sou cristão e me sinto triste em saber que tem gente que usa o nome de Deus para si proprio.

    Todos nos somos pecadores, mas precisamos aprender com nossos erros e nos modificar. E nao ficar colocando desculpas pelos nossos erros.

    ResponderExcluir

E SE FOSSE VOCÊ?

E SE FOSSE VOCÊ?

Postagens populares

.

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!

DOUTOR DA IGREJA GREGA - MAIOR PREGADOR DA IGREJA PRIMITIVA - MESTRE DA RETÓRICA, DA HOMILÉTICA!
Você deseja honrar o corpo de Cristo? Não o ignore quando ele está nu. Não o homenageie no templo vestido com seda quando o negligencia do lado de fora, onde ele está malvestido e passando frio. Ele que disse "Este é o meu corpo" é o mesmo que diz "Tu me vistes faminto e não me destes comida" e «quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes» (Mateus 25:40)... Que importa se a mesa eucarística está lotada de cálices de ouro quando seu irmão está morrendo de fome? Comeces satisfazendo a fome dele e, depois, com o que sobrar, poderás adornar também o altar.

João Crisóstomo, Comentário sobre Mateus

♛ Uma das características mais recorrentes das homilias de João Crisóstomo (347-407) é sua ênfase no cuidado com os necessitados. Ecoando temas do Evangelho de Mateus, ele exorta os ricos a abandonarem o materialismo para ajudar os pobres, empregando todas as suas habilidades retóricas para envergonhar os ricos e obrigá-los a abandonar o consumismo mais conspícuo:


“Honras de tal forma teus excrementos a ponto de recebê-los em vasilhas de prata quando outro homem criado à imagem de Deus está morrendo de frio?”


— João Crisóstomo